You are currently viewing Alergias de pele em bebê: quais são as mais comuns?<span class="wtr-time-wrap after-title">Tempo estimado de leitura: <span class="wtr-time-number">5</span> minutos</span>

Alergias de pele em bebê: quais são as mais comuns?Tempo estimado de leitura: 5 minutos

Alergias de pele em bebê são comuns, já que possuem o sistema imunológico imaturo, e uma pele mais fina e sensível. 

Além disso, exatamente por ser mais sensível, a pele do bebê pode ficar irritada com mais facilidade por qualquer fator como calor ou tecidos. 

A alergia de pele pode ser bem incômoda para os bebês, mas grande parte delas podem ser evitadas com algumas atitudes simples, enquanto outras precisam de acompanhamento pediátrico para obter o diagnóstico.

No post de hoje trago algumas informações sobre as alergias de pele mais comuns no bebê, como identificar e cuidar. Confira!

Irritação x alergia de pele em bebê

alergia de pele em bebÊ
Imagem: Karen Mower on Canva

Primeiro, vamos esclarecer: irritação não é alergia, ok? Porém identificar isso é extremamente difícil para os pais, afinal os sintomas são muito semelhantes. 

Em geral, as irritações costumam deixar somente um local da pele vermelho e com bolinhas, enquanto as alergias podem vir acompanhadas de outros sintomas como problemas respiratórios e vômito, mas isso não é regra! 

Por isso é importante consultar um pediatra assim que forem observadas as primeiras alterações na pele para que seja possível identificar a causa da alergia e se possa iniciar o tratamento.

Alergias de pele em bebê: quais são as mais comuns

Alergias de pele em bebê
Imagem: pixelshot on Canva

A dermatite é a vilã da pele dos bebezinhos e a principal causa de grande preocupação nos pais! Existem vários tipos de dermatite: atópica, de contato e seborreica, e além dessas, há as brotoejas causadas pelo calor, que são outro tipo de alergia de pele em bebê. 

Vamos ver mais sobre cada uma? 

Dermatite atópica

A dermatite atópica, ocorre na pele do bebê, podendo aparecer repentinamente em formas avermelhadas e acompanhadas de “bolinhas de água” que causam muita coceira e incômodo. 

Em alguns casos, devido a coceira e a secura da pele, podem aparecer feridas. Esse tipo de alergia tem forte relação com a genética, e as crianças podem evoluir com outras doenças alérgicas, como as respiratórias, que incluem rinite e asma.

Mas atenção! Nem toda dermatite atópica é alérgica! A dermatite de fralda, por exemplo, é causada pela irritação da pele em contato com as fezes e a urina do bebê, muito comum quando o bebê está com o cocô ácido, e não por um alérgeno. 

Crianças com dermatite atópica apresentam alteração da barreira cutânea e, por isso, podem reagir de forma exagerada a outras substâncias alérgenas, como pólen, poeira, pêlo de animais e alimentos. Além disso, bebês e crianças com dermatite também podem apresentar problemas respiratórios como asma ou rinite, como comentei.

Dermatite de contato

Diferente da dermatite atópica, a dermatite de contato, como o nome sugere, pode ser causada por contato com algum tecido ou substância, como produtos de higiene pessoal (shampoo com aromas artificiais) ou amaciantes, produtos de limpeza, bijuterias, lã, tecidos sintéticos, etc.

Por isso é muito importante escolher o sabonete e shampoos ideias para a pele sensível e delicada do bebê, além de utilizar produtos específicos para lavar sua roupinha. 3

Dermatite seborreica

A dermatite seborreica em bebês é também conhecida como crosta láctea e eu já fiz um post aqui falando exclusivamente sobre ela. Trata-se de espécie de caspa que aparece no couro cabeludo e até mesmo nas sobrancelhas, cílios e ao redor do nariz dos bebês.

Saiba mais: O que é crosta láctea e como tratá-la

Brotoejas

Em dias de calor, esse problema costuma ser comum e surge repentinamente. Os bebês não possuem as glândulas sudoríparas bem desenvolvidas, e por isso é difícil regular sua temperatura corporal. 

Portanto, as brotoejas costumam aparecer em forma de pequenas bolinhas vermelhas ou esbranquiçadas nas áreas que mais transpiram, como pescoço, dobrinhas e até nas bochechas.

Elas não devem causar grande preocupação nos pais! O que deve ser feito é dar banhos mornos no bebezinho e evitar usar roupas com tecidos irritantes, ou sintéticos, preferindo as de algodão, que permitem a pele respirar melhor. 

Quando ir ao pediatra

alergias de pele em bebê
Imagem: Denis Valakhanovich on Canva

É importante ir ao pediatra quando você não conseguir identificar a causa da alergia no bebê e os sintomas persistirem. Os principais sinais de alergia na pele do bebê são:

  • Manchas vermelhas na pele;
  • Coceira;
  • Pele áspera, úmida, seca ou escamosa;
  • Presença de pequenas bolhas ou caroços.

Como falei, algumas alergias como a dermatite de contato, a brotoeja e a crosta láctea, são mais fáceis de serem tratadas e devem desaparecer mais facilmente. 

Entretanto, caso essa causa não seja identificada ou você não perceba melhora nos sintomas, procure um pediatra imediatamente! 

De mãe em mãe, construiremos um novo maternar!

Referências

Rayala BZ, Morrell DS. Common Skin Conditions in Children: Neonatal Skin Lesions. FP Essent. 2017;453:11-17.

Goleva E, Berdyshev E, Leung DY. Epithelial barrier repair and prevention of allergy. J Clin Invest. 2019;129(4):1463-1474. doi:10.1172/JCI124608

Klunk C, Domingues E, Wiss K. An update on diaper dermatitis. Clin Dermatol. 2014;32(4):477-487. doi:10.1016/j.clindermatol.2014.02.003

Deixe um comentário

Fechar Menu