You are currently viewing Confusão de bicos: como identificar e reverter?<span class="wtr-time-wrap after-title">Tempo estimado de leitura: <span class="wtr-time-number">5</span> minutos</span>

Confusão de bicos: como identificar e reverter?Tempo estimado de leitura: 5 minutos

Na confusão de bicos – assunto comum e polêmico na amamentação – o bebê, literalmente, desaprende a mamar. O uso de chupetas e mamadeiras, que muitas vezes podem parecer salvadores em momentos difíceis da maternidade, podem causar essa grande dor de cabeça também. 

Sabe aquela história que ouvimos sobre bebês que deixaram de mamar “por conta própria”? Então, na maioria dos casos, pode ter relação com a confusão de bicos.

Embora o termo seja bastante comum para quem vive o mundo da maternidade, há muitas dúvidas sobre o assunto. Por isso, preparei esse post para falar especialmente sobre ele. 

O que é confusão de bicos?

A confusão de bicos é o termo utilizado para caracterizar a dificuldade que o bebê pode ter para mamar no peito quando ele é apresentado aos bicos artificiais e passa a usá-los, como a chupeta, a mamadeira, o bico de silicone para amamentação, etc.

Quando o bebê é submetido ao uso desses dispositivos, acontecem mudanças fisiológicas na sucção que podem atrapalhar a amamentação. Durante a mamada no seio materno, o bebê necessita realizar quatro movimentos com a mandíbula: abertura, protrusão, fechamento e retrusão. Além disso, há a estimulação constante de músculos e dos lábios.

Com o uso de bicos artificiais, o bebê passa a realizar apenas dois movimentos: a abertura e o fechamento da mandíbula. A quantidade de músculos envolvidos no processo também diminui e não há estímulo para que ele mantenha a abertura da boca. Essa alteração fisiológica torna a sucção “mais fácil”, podendo fazer com que o bebê não queira mais “ter trabalho” ao mamar no seio materno.

Como identificar a confusão de bicos? 

Agora que você já sabe o que é confusão de bicos, confira os sinais de alerta para que o desmame precoce não aconteça com o seu filho!

Recusa do seio materno

Uma maior dificuldade em fazer a sucção pode ter como consequência a recusa do seio materno. Esse é um dos primeiros sinais de alerta que as mães precisam estar atentas quando o seu bebê utiliza bicos artificiais.

Dificuldades em manter a pega

Além de não querer mamar no seio, outro sinal frequente que os pequenos costumam apresentar é a dificuldade de manter a pega. As diferenças fisiológicas na sucção podem atrapalhar o bebê no momento de abocanhar o peito e mamar. Como ele não precisa manter a boca aberta com os bicos artificiais, nem realizar movimentos com a língua, pode tentar repetir esse padrão durante a mamada. A consequência é a dificuldade da pega, que pode levar a fissuras e a dores nos mamilos.

O bebê chora para mamar

Muito choro ao amamentar assim como muita agitação pode ser um sinal de pega errada. A pega errada pode diminuir a saída de leite, o que pode irritar o bebê.

É possível reverter a confusão de bicos? 

confusão de bicos

Sim, mas será preciso MUITA paciência, calma e apoio, porque já te adianto: não será fácil. 

A seguir, deixo 3 dicas para te ajudar a reverter essa situação antes que o bebê deixe definitivamente de mamar. Confira:

1- Pare de usar os bicos artificiais. 

Para reverter esse problema, a primeira dica é também a mais óbvia: pare de usar os bicos artificiais!

Avalie cada situação em que você rotineiramente daria a chupeta e responda de acordo com a necessidade que sente deve ser atendida no seu bebê. Por exemplo: use seu peito nas situações em que você acredita que seja necessária a sucção, onde ele colocaria a chupeta na boca. 

Se seu bebê tem muita dificuldade, planeje essa retirada definitiva dos bicos de forma gradual, priorizando o descanso do bebê, enquanto lhe ajuda a reconhecer outras formas de se sentir aconchegado sem a chupeta. E para isso, confira a próxima dica. 

2- Organize a rotina familiar e a rotina do seu bebê.

Oferecendo alimentação, estimulação e descanso oportunamente. O descanso adequado permitirá ter um bebê mais paciente, o que ajudará na hora de mamar. 

Confira como organizar a rotina do bebê com o método C.A.S.T. 

Na hora de estimular, ofereça o contato pele-a-pele, ficando sem roupa da cintura para cima, deitando-se com seu bebê sobre seu dorso nu, e permita que seu filho explore o seu peito. Desfrutem desses momentos, brinquem, se conectem.

Essa organização da rotina vai te ajudar a identificar o momento de fome do seu filho e também oferecer o peito antes que ele fique com muita fome e irritado, o que pode atrapalhar a situação. 

Leia: Como identificar se o bebê está com fome

3- Tente alimentar o bebê de outra forma que não seja na mamadeira

Caso a produção de leite tenha sido afetada e você precise complementar, procure fazer a oferta do complemento através da técnica de relactação (sonda no peito), fazendo com que o bebê possa estimular a mama ao mesmo tempo em que se alimentar. É possível também seguir oferecendo o leite no copinho ou colher dosadora até conseguir voltar com a produção normalmente.

O ideal é procurar ajuda o quanto antes, ao menor sinal de desmame. Quanto mais avança a rejeição do peito, mais difícil é reverter a situação, então quanto antes você identificar a confusão de bicos, melhor! Uma consultora de amamentação pode ajudar a corrigir a pega e identificar ainda possíveis problemas não detectados pela confusão de bicos.

De mãe em mãe, construiremos um novo maternar!

Referências

Vogel AM, Hutchison BL, Mitchell EA. The impact of pacifier use on breastfeeding: a prospective cohort study. J Paediatr Child Health. 2001;37(1):58-63. doi:10.1046/j.1440-1754.2001.00581.x

Cynthia R. Howard, Fred M. Howard, Bruce Lanphear, Shirley Eberly, Elisabeth A. deBlieck, David Oakes, Ruth A. Lawrence; Randomized Clinical Trial of Pacifier Use and Bottle-Feeding or Cupfeeding and Their Effect on Breastfeeding. Pediatrics March 2003; 111 (3): 511–518. 10.1542/peds.111.3.511

Deixe um comentário

Fechar Menu