You are currently viewing A importância do ócio criativo para as crianças<span class="wtr-time-wrap after-title">Tempo estimado de leitura: <span class="wtr-time-number">5</span> minutos</span>

A importância do ócio criativo para as criançasTempo estimado de leitura: 5 minutos

Ócio criativo é uma expressão que pode causar certa estranheza em alguns de nós. O futuro dos filhos é uma preocupação constante na vida dos pais e na tentativa de fazer o melhor, de garantir que mais tarde essa criança tenha acesso a boas oportunidades, muitas famílias organizam uma extensa agenda de atividades e cursos para os filhos.

Mas o que pouca gente sabe é que o brincar livre e o ócio criativo são partes fundamentais do desenvolvimento das crianças.

Mãe não é recreadora!

Como já mencionei em um post aqui do site, é brincando que a criança experimenta o mundo, as relações sociais, as diversas possibilidades, organiza suas emoções e elabora sua autonomia. A brincadeira é muito mais do que um entretenimento. Ela tem um papel fundamental no desenvolvimento integral do ser humano. Mas, para isso, os pequenos precisam de tempo livre.

Mas além de estimular a brincadeira e o lúdico, precisamos entender que não temos a obrigação de entreter as crianças o tempo inteiro. Essa teoria do ócio criativo e do brincar livre preconiza exatamente que as crianças tenham tempo para, literalmente, se virarem sozinhas, e descobrirem do que e como vão brincar. A nós cabe deixar esse tempo livre na agenda delas.

Além de estimular o desenvolvimento do seu filho, você alivia a pressão de estar o tempo todo pensando em brincadeiras e distrações para seu filho!

Quer saber mais sobre isso e como aplicar no dia a dia?

Quais são os benefícios do ócio criativo na infância?

Com tempo livre, a criança pode escolher o que fazer, do que brincar. E isso é muito importante!

Nesse aspecto, a brincadeira se apresenta como uma aprendizagem prazerosa. A criança convive, de forma lúdica, com as regras estabelecidas por ela ou pelo grupo. Assim, vai criando hipóteses, resolvendo conflitos, compreendendo outros pontos de vista e, ao mesmo tempo em que demonstra sua opinião, tenta fazer com que todos a entendam. Esse é um processo muito rico.

É na brincadeira que a criança desenvolve toda a sua capacidade criativa, recriando o mundo e o cotidiano a partir da lógica e da perspectiva infantil. Brincando os pequenos extravasam suas emoções, angústias, medos e agressividade. Reelaboram esses sentimentos a partir do autoconhecimento e do olhar para o grupo.

Os jogos infantis também têm um papel importante. Além de proporcionarem interação, desenvolvem aspectos cognitivos como memória, concentração e linguagem.

O desenvolvimento motor também pode acontecer de maneira lúdica. A criança é desafiada o tempo todo e a superação de limites é o seu objetivo.

Como respeitar o tempo livre das crianças?

O papel dos pais é reservar e organizar esse tempo para que os filhos simplesmente brinquem. Mas sempre devem levar em conta que esse tempo é das crianças e que elas devem ter um papel ativo na escolha das atividades. Elas precisam se sentir livres para decidir. Isso é fundamental!

Trouxe algumas dicas para te ajudar na prática:

1- Respeite as escolhas da criança

Não force seu filho a fazer uma atividade que não lhe interesse. Observe seus gostos e ajude-o mostrando opções. Isso vale tanto nas brincadeiras quanto nas atividades extracurriculares.

2- Não sobrecarregue seu filho

Problemas antes restritos ao mundo dos adultos, como estresse e depressão, hoje já fazem parte do universo infantil. Cuidado com o excesso de atividades para não sobrecarregar a criança.

3- Permita o erro

Nos momentos de ócio, deixe que as crianças errem e aprendam com o erro, desde que não estejam correndo riscos graves, claro. As brigas e disputas, por exemplo, são um grande aprendizado. Tente não interferir.

4- Artes e atividades

Desenhar, colorir e brincar de massinha são atividades perfeitas para estimular a criatividade e a introspecção. Além disso, ajudam a trabalhar a coordenação motora, um dos elementos importantes para o desenvolvimento infantil.

5- Brinquedos faz-de-conta

O faz-de-conta ajuda a criançada a aprender mais com o mundo à sua volta. Nas brincadeiras, é possível encarnar papéis, viver realidades diferentes, aumentar a empatia, aprender lições, desenvolver o pensamento e a linguagem. Que tal brincar com bonecos, bonecas, fantoches e marionetes?

6- Brincadeiras em grupo e ao ar livre

Também é importante a meninada participar de brincadeiras que envolvem uma interação. Brincar em grupo ajuda bastante no desenvolvimento emocional e no social, o que é importante para saber compartilhar, desenvolver liderança e tomar decisões.


Por fim, importante dizer que o ócio criativo precisa ser praticado com frequência. As atividades escolares são importantes, mas é preciso reservar um tempo para que a criança descanse a mente e se desenvolva de outras formas, através da brincadeira.

Em alguns momentos é preciso refletir sobre o quanto podemos, inconscientemente, pular algumas fases importantes das crianças em um anseio de prepará-las para o futuro, pensando apenas em atividades profissionais. Cada etapa precisa ser vivida com plenitude e é essencial para o desenvolvimento motor, intelectual e socioemocional das crianças e é esse combo que vai garantir que ele tenha sucesso com suas escolhas no futuro.

Gostou das dicas? Coloca aqui nos comentários se você tem mais alguma dica de brincar livre para compartilhar!

De mãe me mãe, construiremos um novo maternar!

Referência

Domenico De Masi. O ócio criativo. ed: Sextante. 1.ed. 2000. 352p.

Deixe um comentário

Fechar Menu