You are currently viewing Tamanhos de sapatos infantis no exterior: qual a diferença?<span class="wtr-time-wrap after-title">Tempo estimado de leitura: <span class="wtr-time-number">5</span> minutos</span>

Tamanhos de sapatos infantis no exterior: qual a diferença?Tempo estimado de leitura: 5 minutos

Nesse post explico sobre as diferenças nos tamanhos de sapatos infantis no exterior e brasileiros e trago uma dica para não errar na hora de comprar!

Quem já comprou ou pediu para alguém comprar / trazer sapato de fora do país, principalmente nos Estados Unidos e descobriu da pior maneira que os tamanhos de sapatos infantis no exterior no Brasil são diferentes? Muita gente tem dificuldade de se achar nos tamanhos, e além de cada fabricante ter uma forma diferente, cada país tem um tipo de numeração. Ou seja: a fórmula perfeita para enganos e que pode fazer com que você se frustre e deixe de comprar ou até que compre errado e não consiga trocar / devolver. 

Com o preço do dólar atualmente, fazer uma compra errada pode ser um baita prejuízo. E se for algo que seu filho estava precisando então, prejuízo em dobro porque você ainda vai precisar comprar aquela peça.

Então para evitar que você tenha dor de cabeça caso esteja com viagem programada e ou pretende pedir para alguém trazer para você,  eu trago uma dica para te ajudar a comprar sem erro e uma tabela com os tamanhos de sapatos infantis no exterior e qual a equivalência em tamanhos brasileiros, além das medidas em centímetros, para te ajudar a se encontrar quando perceber variação de tamanho entre marcas diferentes! 

Como não errar na hora de comprar sapatos infantis no exterior? 

Uma dica infalível para garantir que não haja engano na hora de comprar sapato no exterior, é levar com você (ou mandar junto com quem for fazer as compras) uma palmilha de um tênis ou sapato do seu filho que sirva bem OU desenhar o contorno do pezinho dele em um papelão/papel, recorte use para comparar com o sapato que for comprar! Assim você ou a pessoa que for comprar podem recorrer a esse truque caso fique com dúvida!

Tamanhos de sapatos infantis no exterior

Para facilitar sua vida na hora das compras, eu fiz essa tabela com a conversão dos tamanhos de sapatos infantis no exterior considerando tamanhos dos Estados unidos, Europa, sua equivalência em tamanhos brasileiros e a medida em centímetro de cada tamanho:

Essa tabela também está disponível para download para você baixar e consultar sempre que precisar. Basta clicar AQUI

Vocês vão perceber, vendo a planilha, que os números brasileiros e europeus se repetem. Isso porque nos Estados Unidos os tamanhos variam a cada 0,5 ponto. Então, por exemplo, um tamanho 30 no Brasil pode ser 13 ou 13,5 nos EUA. Aí, para saber qual é o tamanho certo para o seu filho, o ideal é fazer a medida do pé dele e comparar com a coluna de centímetros da tabela. Dessa forma você fará uma compra sem erros! 

Vocês também vão perceber que, a partir do tamanho 31 no Brasil, a numeração americana começa do 1 novamente, mas se é você quem vai comprar, é bem tranquilo de perceber a diferença entre um número 1 de bebê e um número 1 maior! Agora se você for pedir para alguém trazer para você, é bacana especificar se é tamanho 1 “baby shoe size” ou tamanho 1 “big kid shoe size”. 

tamanhos de sapatos infantis no exterior

Vale a pena comprar no exterior? 

No momento em que estou escrevendo esse texto o dólar está R$5,75. Nesse contexto, para muita gente comprar no exterior pode ser algo fora de cogitação, mas eu, por exemplo, viajei algumas vezes para o exterior a trabalho, por conta do meu doutorado, e aproveitava essas viagens para trazer alguns itens que eu percebia que valiam a pena. Além disso, tenho uma amiga que, antes da pandemia, sempre viajava para os Estados Unidos e trazia o que eu precisasse. 

Mas eu sempre tive uma noção muito consciente de consumo e não saia comprando tudo, nem para mim nem para os meninos. Eu pesquisava e trazia (ou pedia para trazer) de fora aquilo que os meninos estavam precisando e que o valor compensava. Minha lógica era: tem qualidade semelhante e preço melhor ou semelhante no Brasil (quando convertido o dólar e lembrando de adicionar o IOF do cartão)? Se a resposta fosse sim, eu deixava para comprar aqui, afinal no Brasil conseguimos parcelar e no exterior não! 

Eu não me ligava muito nas marcas em si, minha decisão era baseada mesmo na qualidade do que eu ia trazer e no custo benefício envolvendo o valor e a duração das peças com relação ao máximo de vezes que iríamos utilizar. 

O que eu costumava trazer, na prática, seguindo essa lógica: agasalhos, alguns sapatos (principalmente tênis), brinquedos MUITO diferentes e que eu não encontraria por aqui ou que aqui custam muito mais caro e alguns utensílios de Introdução Alimentar que eu não encontrava de qualidade semelhante por aqui. 

Espero que tenham gostado. Se quiserem mais dicas sobre compras e enxoval no exterior deixem aqui nos comentários e me sigam lá no Instagram, é @gibelarmino_

De mãe em mãe, construiremos um novo maternar!

Deixe um comentário

Fechar Menu