You are currently viewing 5 Alimentos proibidos para crianças de até 1 ano<span class="wtr-time-wrap after-title">Tempo estimado de leitura: <span class="wtr-time-number">4</span> minutos</span>

5 Alimentos proibidos para crianças de até 1 anoTempo estimado de leitura: 4 minutos

Até os 6 meses de idade o leite materno – ou a fórmula – é o único alimento que o bebê precisa. A partir dessa idade iniciamos a introdução alimentar, momento que sempre gera dúvidas nas mamães. Uma delas é quais são os alimentos proibidos e que NÃO podem ser oferecidos para crianças no primeiro ano de vida e por quê. 

Então hoje preparei uma lista com esses alimentos e contando por que cada um deles não pode ser oferecido antes do primeiro ano de idade!

Alimentos proibidos

1. Mel

O mel é um alimento que apresenta grande risco de contaminação por Clostridium botulinium, bactéria que pode causar uma doença chamada botulismo. Essa intoxicação alimentar atinge o sistema nervoso e pode causar tremores, dificuldade de deglutição, moleza no corpo e falta de apetite. Em casos mais graves, há o risco de insuficiência respiratória e de complicações neurológicas. 

Crianças e adultos já têm a microbiota intestinal madura e conseguem combater essa bactéria sem prejuízos à saúde, mas o intestino dos bebês ainda está em formação e, por isso, o Clostridium pode se desenvolver. 

Além disso, por conta do gosto doce, o mel não é indicado para crianças menores de 2 anos para não interferir na construção do paladar, mesmo motivo pelo qual o açúcar não é indicado. 

2. Sal

A introdução alimentar é o momento para a criança conhecer o sabor dos alimentos, é a fase de construção do paladar. 

Por isso, sal e temperos industrializados não devem ser oferecidos até 1 ano de idade, mas você pode abusar de temperos naturais como alho, cebola, salsa, cebolinha, manjericão, hortelã, alecrim, etc. 

O Guia Alimentar para a População Brasileira menor de 2 anos não excluiu o sal da introdução alimentar, porque considera que a maioria das famílias não conseguem separar a comida do bebê, mas na prática, sempre que possível, o ideal é preparar sem sal.

3. Açúcar

Um dos motivos pelo qual o açúcar não deve ser oferecido no primeiro ano é o mesmo do sal: a criança está construindo seu paladar e se você oferecer doce e açúcar nessa fase, ela vai ter mais dificuldade em aceitar uma fruta menos doce, por exemplo. O ideal é esperar. 

Além disso, estudos mostram que a introdução do açúcar antes dos dois anos de idade está associada a maior risco de obesidade infantil e desenvolvimento de diabetes e doenças crônicas na vida adulta. 

Então a recomendação é que o açúcar só seja oferecido após os 2 anos de idade. Isso serve para açúcar de adição, utilizado para adoçar sucos, chá, café, mas também serve para doces, refrigerantes, leite fermentado, iogurte petit suisse, bolachas, bolos, sucos prontos, achocolatados, iogurtes. 

4. Leite e derivados

O intestino dos bebês é muito imaturo e a carga de proteínas e cálcio do leite de vaca é muito alta, podendo sobrecarregar o rim do bebê. Além disso, a proteína do leite de vaca é uma proteína de difícil digestão e expor o bebê a altas quantidades dessas proteínas muito cedo pode contribuir para uma alergia. 

Recentemente houve uma atualização do Guia Alimentar para a População Brasileira Menor de 2 anos que recomendava a introdução de leite e derivados a partir dos 9 meses de idade, mas precisamos ficar cientes que essa é uma recomendação de saúde pública visando a realidade da população brasileira.

O Guia explica que o leite de vaca só deve ser oferecido a partir dos 9 meses para crianças que não são amamentadas com leite materno e cujas famílias não têm condições de comprar fórmula

Caso contrário, o leite e seus derivados só podem ser oferecidos após o primeiro ano de vida do bebê. 

5. Frutos do mar

Os frutos do mar fazem parte da lista de alimentos que não possuem necessariamente uma restrição, mas deveriam. Eles são altamente alergênicos e essa exposição precoce pode engatilhar uma reação alérgica. Por isso, o ideal é esperar o primeiro ano para oferecer esses alimentos. Existe uma infinidade de outros alimentos que você pode oferecer nesses 6 meses. 

Além desses 5 alimentos, alimentos industrializados de qualquer tipo não são recomendados, aproveite o momento da introdução alimentar para construir o paladar do seu filho com alimentos de verdade, pouco tempero, para que ele conheça e aprenda a gostar dos alimentos como são. Você vai ver que isso valerá muito a pena, a construção desse hábito no começo gera resultados para toda a vida! 

Veja dicas saudáveis para introdução alimentar.

De mãe em mãe, construiremos um novo maternar!

Até jajá!

Deixe um comentário

Fechar Menu