You are currently viewing Regressão do sono: 4 dicas para lidar com essa fase<span class="wtr-time-wrap after-title">Tempo estimado de leitura: <span class="wtr-time-number">7</span> minutos</span>

Regressão do sono: 4 dicas para lidar com essa faseTempo estimado de leitura: 7 minutos

Regressão do sono é uma mudança repentina e bastante incômoda na rotina de sono do seu bebê. Confira mais informações e dicas sobre o assunto no post que preparei! 

Dormir já não é como antes para quem tem filhos. Assim que nascem, os bebês não têm o mesmo padrão de sono dos adultos, e isso pode gerar cansaço e estresse nos pais. Contudo, eu costumo falar que o bebê é um livro branco, cabe a nós ensinar o que é dia e noite e condicionar seus horário de sono. Fazendo isso, a criança começa a estabelecer horários mais determinados para o sono e os pais costumam se adequar aos hábitos do bebê.

Então você acha que superou todos os desafios do sono de seu pequeno quando, de repente, do absoluto nada, você está de volta a constantes acordadas noturnas e sonecas inexistentes. Seu bebê que dormia bem a noite, subitamente começa a acordar à noite, começa a pular as sonecas ou acorda mais cedo das sonecas, sem nenhuma razão aparente.

Bom, isso pode ser uma regressão do sono, e é mais comum do que imaginamos!

Socorro! E agora? 

Confira no texto a seguir o que é a regressão do sono, quando e por que ela acontece, quanto tempo dura e como lidar com esse momento! 

O que é a regressão do sono? 

o que é a regressão do sono
Foto: acervo pessoal

A regressão do sono é um período de tempo, de 2 a 6 semanas, quando um bebê que está dormindo bem de repente tem problemas para dormir ou acorda agitado no meio da noite. O bebê briga com o sono, pula sonecas ou acorda mais cedo das sonecas, acorda de hora em hora durante a madrugada, e sem nenhum motivo aparente. 

Por que a regressão do sono acontece? 

É normal que os pequenos regridam em relação às coisas que aprenderam quando há algum fator externo que seja estressor. Como assim? 

Imagine que você está em um parque de diversões, mas não sabe que está lá, é como se tivesse uma “venda” nos olhos. De repente, tiram a venda dos seus olhos e você descobre que está no parque, e fica alucinado! Não quer perder nada, quer ir em todos os brinquedos várias vezes, e mal pára pra fazer xixi para não “perder tempo”. 

É mais ou menos isso que acontece com o seu bebê! Quando começam a “perceber o mundo ao seu redor” ficam super agitados e com essa agitação, fica mais difícil pra dormir. 

É isso que acontece quando seu bebê tem uma regressão de sono, porque elas sempre estão acompanhadas por algum salto de desenvolvimento. Aprender algo novo, como aprender a engatinhar, a andar, a falar, são coisas que exigem muito do cérebro e do corpo dos pequenos, e podem afetar não só o sono como também o humor dele ao longo do dia. 

Confira no post sobre saltos de desenvolvimento como você pode lidar com as mudanças que acontecem nesse período.

Mas, além dos aprendizados e saltos de desenvolvimento, outros fatores externos também podem causar regressões do sono, como doenças, interrupções ou mudanças bruscas na rotina como mudança de casa ou início das aulas na escola. 

Quando as regressões do sono acontecem?

regressão do sono
Imagem: Canva

A regressão do sono pode acontecer a qualquer momento, pois está ligada a fatores imprevisíveis, como interrupções na rotina ou uma doença. Entretanto, há algumas idades em que a maioria dos bebês ou crianças pequenas passam por uma regressão do sono: 4, 7, 9, 12, 15 ou 18 meses, e também aos 2 e 3 anos. Geralmente é nesses períodos em que eles estão experimentando algum salto de desenvolvimento ou pico de crescimento.

Lembre-se, cada bebê é diferente, então o que é verdadeiro para os bebês de seus amigos pode não ser necessariamente verdadeiro para você. Ou seja, seu bebê pode mostrar verdadeiros sinais de regressão em algumas dessas fases, mas não necessariamente em todas.

Passar por essa fase de regressão do sono não é tarefa fácil e exige calma e paciência dos cuidadores. Veja algumas sugestões para fazer isso a seguir!

Dicas para gerenciar regressões do sono em seu bebê!

regressão do sono
Imagem: Canva

Estabeleça uma rotina

Rotinas são importantes para os pequenos, e na hora de dormir não é diferente. Manter um padrão de comportamento pode ajudar nessa fase, assim como transmitir a segurança que seu filho precisa. Para isso, é necessário estar sempre atento a tudo o que você faz quando está colocando o seu filho para dormir.

Você tem o hábito de niná-lo? Canta canções de ninar? O ambiente permanece pouco iluminado e os ruídos externos são minimizados?

Todos esses cuidados interferem no sono do bebê e não há uma fórmula certa para isso, mas existem sim meios que você pode utilizar para sinalizar que é hora de dormir. O importante é que os pais sejam consistentes e fiquem atentos aos comportamentos que repetem, pois os bebês os identificam como sinais de que está na hora de dormir.

Outra dica relevante é que os pais se atentem à hora em que os pequenos são colocados para dormir. Não é indicado que eles sejam colocados na cama nem cedo demais, pois não estarão com sono, nem muito tarde, pois já estarão exaustos e estressados pela privação de sono.

Evite deixar a criança agitada no meio da noite

Apesar de algumas necessidades precisarem ser satisfeitas no meio da noite (como trocar a fralda e amamentar), uma sugestão é mostrar ao bebê que aquele não é momento para brincadeiras. Pode ser uma boa utilizar somente iluminação noturna e não estimular a criança com brincadeiras e distrações. Mostrar que você está ali e tocá-lo podem fazer com que ele volte a dormir depois de alguns minutos.

Fique atento ao ambiente

Uma sugestão que pode ser fundamental é verificar como está o ambiente em que seu bebê vai dormir. Será que o quarto está muito frio ou muito quente? O ambiente está tranquilo e silencioso? Parece simples, mas na verdade é algo indispensável para uma boa noite de sono ou para aquela soneca da tarde. Tenha cuidado com alguns fatores de risco da síndrome da morte súbita infantil.

Procure ficar calma

Mães, pais e cuidadores geralmente ficam muito ansiosos nesses períodos de transição e mudanças por não entenderem muito bem o que está acontecendo e como driblar essas situações. A regressão do sono pega muita gente desprevenida e impacta não só o sono dos bebês como também o descanso dos cuidadores.

Várias mamães chegam a se culpar pelo que está acontecendo, quando na verdade trata-se de algo completamente natural. Seu pequeno está passando por um turbilhão de aprendizados e o mundo começa a parecer cada vez mais interessante e desafiador. É esperado que seu padrão de sono mude nesse período.

É comum, por exemplo, que em períodos atribulados, os adultos fiquem mais desleixados quanto à alimentação ou durmam menos horas por noite. Assim também acontece com os bebês, que estão aprendendo coisas extremamente complexas e, nesses momentos, podem apresentar uma alteração na rotina de sono.

A privação de sono é estressante e cansativa, mas procure manter a calma e aguente firme, porque é uma fase e VAI PASSAR!

De mãe em mãe, construiremos um novo maternar!

Referências

Galland BC, Taylor BJ, Elder DE, Herbison P. Normal sleep patterns in infants and children: a systematic review of observational studies. Sleep Med Rev. 2012;16(3):213-222. doi:10.1016/j.smrv.2011.06.001

Quante M, McGee GW, Yu X, et al. Associations of sleep-related behaviors and the sleep environment at infant age one month with sleep patterns in infants five months later. Sleep Med. 2022;94:31-37. doi:10.1016/j.sleep.2022.03.019

Deixe um comentário

Fechar Menu