You are currently viewing Habilidades do futuro para desenvolver nos filhos<span class="wtr-time-wrap after-title">Tempo estimado de leitura: <span class="wtr-time-number">3</span> minutos</span>

Habilidades do futuro para desenvolver nos filhosTempo estimado de leitura: 3 minutos

A tecnologia trouxe a alteração digital para o nosso dia a dia, mudando a forma como as pessoas se comunicam, pagam contas, fazem compras, estudam e trabalham. Com a chamada quarta revolução industrial e a chegada de inovações, como a robótica e a inteligência artificial, estima-se que as máquinas assumam grande parte das funções exercidas pelo homem e, por conta disso, é possível que nossas crianças exerçam profissões que ainda nem existem hoje. 

Aí vem a preocupação: o que se espera do profissional após tantas mudanças no mercado de trabalho? Quais são as competências e habilidades do futuro? Como preparar meu filho para esse futuro? 

Diante desse cenário é comum imaginarmos que habilidades tecnológicas deverão ter valor, mas é aí que nos enganamos. Em um mundo cada vez mais mecânico e robotizado, as habilidades do futuro são exatamente as habilidades comportamentais (soft skills), que não são possíveis – ainda – de serem mimetizadas por um robô, que merecem destaque. 

Selecionei aqui as principais habilidades apontadas no relatório do Fórum Econômico Mundial: 

  1. Aprendizagem ativa e estratégias de aprendizado
  2. Resolução de problemas
  3. Pensamento crítico
  4. Criatividade
  5. Liderança
  6. Resiliência, tolerância ao estresse e flexibilidade
  7. Raciocínio lógico
  8. Inteligência emocional

Como você pode auxiliar o seu filho a criá-las?

É preciso compreender que essas competências e habilidades não são inatas, mas podem ser desenvolvidas ao longo da infância, da mesma forma que a criança aprende matemática, ciências e língua portuguesa na escola. 

Tenho algumas dicas para te ajudar com o desenvolvimento dessas habilidades no seu filho de maneira simples desde já:

Dê limites, mas não impeça a postura questionadora da criança

Sabemos que não é possível dizer sim para tudo e que as crianças devem aprender a respeitar certas ordens, mas não podemos abafar características fundamentais em sua personalidade para o mercado de trabalho, como liderança e iniciativa.

O que em um adulto é considerado persistência, na infância é encarado como teimosia. É uma questão, também, de ponto de vista, e podar excessivamente certos comportamentos pode não ser uma boa ideia em longo prazo. Precisamos dar limites aos nossos filhos, mas jamais impedi-los de questionar e expressar suas opiniões.

Lá no site tenho um conteúdo sobre como lidar com crianças geniosas em que falo mais sobre isso. Vou deixar o link para você ver.

Trate o seu filho como se fosse capaz de se controlar

É preciso criar condições para a criança desenvolver determinadas competências. Uma forma de fazer isso é valorizando a inteligência dela. Por exemplo, caso o seu filho pegue todos os brinquedos da prateleira e espalhe pelo quarto, converse e mostre gentilmente como guardá-los no lugar certo.

Olhe nos olhos da criança, demonstre que você confia em sua capacidade e a incentive a não ter medo do fracasso — isso, certamente, colaborará para torná-la um adulto mais confiante. 

Deixe a criança brincar

Essa dica pode parecer clichê, mas crianças precisam brincar porque as brincadeiras estimulam o desenvolvimento e a criatividade, permitem a expressão de sentimentos e ideias e refletem o modo que os pequenos enxergam o mundo.

Por meio das atividades lúdicas são desenvolvidos aspectos físico, social, cultural, emocional, afetivo e cognitivo no seu filho. Além disso, é por meio de brincadeiras que crianças passam a compreender regras e desenvolvem melhor a concentração.

Espero que tenha gostado desse conteúdo, sei como é inevitável nos preocupar com o futuro dos nossos filhos. Me conta nos comentários o que você achou desse vídeo, qual o seu maior desafio no desenvolvimento dessas habilidades comportamentais com seus filhos?

De mãe em mãe, construiremos um novo maternar!

Referência

World economic fórum. Buildin a commom Language for Skills at Work. 2021. http://www3.weforum.org/docs/WEF_Skills_Taxonomy_2021.pdf 

Deixe um comentário

Fechar Menu