You are currently viewing Como escolher a maternidade ideal: 10 dicas fundamentais<span class="wtr-time-wrap after-title">Tempo estimado de leitura: <span class="wtr-time-number">6</span> minutos</span>

Como escolher a maternidade ideal: 10 dicas fundamentaisTempo estimado de leitura: 6 minutos

Oi flor do dia, tudo bem com você? 

O momento do nascimento do nosso bebê é um dos mais especiais das nossas vidas. Passamos a gestação inteira planejando e sonhando com esse momento e a decisão do local onde ele irá acontecer é uma das que mais nos preocupa durante a gestação. Afinal, como saber qual é a maternidade ideal para meu bebê nascer? 

Como escolher a maternidade ideal

O Gustavo nasceu em 2013 no São Luiz do Itaim em SP e o Muri em 2018 no Pro Matre, SP. Tive duas experiências diferentes, que são assunto para outro post, mas diante das minhas experiências, montei um guia com 10 dicas fundamentais que devem ser levadas em consideração antes de bater o martelo na escolha da maternidade ideal:

  1. Salas para parto normal e cesárea

No parto normal, verificar se o local possui ambiente aconchegante, luz, música, bola de pilates, banheira, enfim, verificar a estrutura disponível para seguir seu plano de parto. Já para parto cesárea, é importante verificar o número de salas cirúrgicas. 

Além da estrutura, é importante verificar se a maternidade permite a entrada de acompanhante e doula e se há serviços para transmissão do nascimento do bebê para familiares e amigos.

  1. UTI neonatal e adulto

Informar-se sobre número de leitos e estrutura. Com certeza é um espaço que não queremos utilizar durante a internação, mas é importante saber essas informações.

  1. Procedimento pós-nascimento para recuperação da mãe e primeiros cuidados do bebê

O bebê vai para o berçário central enquanto a mãe está na recuperação ou ele fica com a mãe, que acompanha todos os primeiros cuidados do bebê (banho, vacinação, avaliação do pediatra)?

Como é o protocolo para amamentação logo após o nascimento? 

Qual é o tempo padrão para liberar a mãe e bebê da recuperação pós anestesia (se for o caso)? Assim papai e família já ficam cientes e podem sair pra comer, ficam menos “ansiosos” perguntando. 

  1. Protocolo de cuidado da mãe e do bebê durante a internação

Escala de trabalho de equipe de enfermagem (12/36, 6×1)? Essa informação é importante para saber se nos finais de semana tem sistema de plantão, equipe reduzida e revezamento de equipe.

  1. Existe protocolo de atendimento?

Uma técnica de enfermagem cuida da mãe E do bebê ou uma técnica para cuidados da mãe e outra para cuidado do bebê? Parece bobagem, mas faz muita diferença. Verificar se a maternidade é adepta do alojamento conjunto e se não for, quais os períodos em que o bebê fica no berçário? Tem câmera? Como é a rotina de troca de fralda e amamentação?

Ainda falando sobre esse tópico, é importante verificar se tem serviço de apoio/orientação para a amamentação além da orientação da enfermagem (alguns hospitais oferecem esse serviço à parte. Caso queira que seu bebê seja avaliado pelo seu pediatra, também é importante verificar o procedimento permitido pelo hospital.

Normalmente os bebês são avaliados pelo pediatra diariamente no período da manhã, a enfermeira vem buscá-lo e ele é avaliado no berçário da seção. Tem mães que são contra o banho nas primeiras horas e uso de complemento, é importante verificar sobre essa rotina e deixar registrado no momento da internação (a maioria dos lugares pede sua permissão antes de fazer, mas é bom deixar registrado).

  1. Vacinação, teste do pezinho e teste do ouvidinho

O bebê recebe 2 vacinas no hospital: hepatite B (normalmente não é cobrada) e a BCG (normalmente é cobrada à parte, mas alguns convênios cobrem – é importante verificar com a operadora). 

O teste do pezinho simples, que identifica 10 doenças, faz parte do pacote de internação, mas existe também o teste do pezinho ampliado (identifica 48 doenças) que é cobrado a parte e é opcional, você fará essa escolha durante a internação. O teste do pezinho, geralmente, é feito no último dia de internação e o resultado é divulgado pela internet após 10 dias. 

O teste do ouvidinho também faz parte da internação, é importante verificar se é feito pela fono no berçário ou se você acompanha no quarto.

  1. Hotelaria

Verificar a estrutura do quarto: frigobar, ar condicionado, cadeira de amamentação, sofá cama para acompanhante, refeição acompanhante (verificar com operadora a cobertura), TV. 

Geralmente a internação pelo convênio oferece cobertura nos quartos mais básicos, mas é possível fazer upgrade para uma estrutura maior e mais confortável através do pagamento de diária adicional. 

  1. Segurança, horário de visita, estacionamento

Como é a identificação para a mãe e o bebê, é com pulseira? Verifique se há câmeras no andar de internação e se na TV do quarto é transmitida a filmagem do berçário 24h/dia.

Como é a logística do horário de visitas? O cadastro da visita é feito na recepção? Há controle de entrada e saída e segurança na porta do andar? Como é a circulação de pessoas no corredor do andar, livre acesso? 

A importância dessas questões vai além da segurança, é também uma questão de privacidade já que você vai precisar caminhar no corredor para ajudar o intestino a funcionar. 

Há estacionamento para visitas no local? Qual o valor? Tem outros estacionamentos próximos? O estacionamento próximo faz pacote de diária para o período de internação?

  1. Filmagem e decoração

O hospital oferece serviço de filmagem e foto? Você está autorizado a levar seu fotógrafo? É permitido filmar e tirar fotos durante o parto? Se o bebê vai para recuperação anestésica com a mãe, lá é permitido tirar foto? O hospital oferece serviço de decoração no quarto? Posso levar o meu fornecedor para decorar o quarto? O hospital disponibiliza mesa para arrumar as lembrancinhas e itens para as visitas?

  1. Logística para ir à maternidade

Aqui é importante considerar a distância da sua casa até a maternidade com trânsito e sem trânsito porque, por mais que nos preparemos, não tem como saber quão rápida será a evolução do trabalho de parto. 

A partir das respostas para essas perguntas, fica mais fácil avaliar qual a maternidade de sua preferência. Acredito que não existe a maternidade ideal para todos, mas sim a maternidade ideal para a necessidade dos pais e contexto de vida do momento. Existem maternidades mais específicas para gestações de risco, com mais foco no bebê, outras com UTI adulto para cuidado das mães também, enfim. 

VEJA MAIS

Espero que esse conteúdo te ajude a saber por onde começar com a escolha da maternidade ideal!

Veja mais algumas dicas no meu Instagram @gibelarmino

Até jajá!

Deixe um comentário

Fechar Menu