You are currently viewing 6 benefícios da musicalização infantil<span class="wtr-time-wrap after-title">Tempo estimado de leitura: <span class="wtr-time-number">7</span> minutos</span>

6 benefícios da musicalização infantilTempo estimado de leitura: 7 minutos

A Musicalização Infantil é um poderoso instrumento de educação. Desenvolve na criança a sensibilidade musical, a concentração, a coordenação motora, a sociabilização, a acuidade auditiva, o respeito a si próprio e ao grupo, a destreza do raciocínio, a disciplina pessoal, o equilíbrio emocional dentre outras qualidades que colaboram na formação do indivíduo.

Até mesmo antes de nascer, no útero materno, uma criança já toma contato com elementos fundamentais da música como o ritmo, através das vibrações e pulsações do coração da mãe. Em determinado momento da gestação o bebê também é capaz de ouvir música dentro da barriga.

Ao nascer, a relação de uma criança com a música é imediata, através do acalanto da mãe e também através de objetos sonoros da casa e do mundo que a cerca.

Antes de começar a falar, um bebê canta, experimenta sons produzidos com a boca. Quando dá os seus primeiros passos até o ponto de poder ficar em pé, o ritmo de uma música o leva a acompanhar com o corpo os movimentos cadenciados. E é a partir dessa relação entre o gesto e o som que uma criança, ouvindo, cantando, imitando, dançando, constrói o seu conhecimento musical.

Confira, agora, tudo o que você precisa saber sobre musicalização infantil e desenvolvimento. 

Os benefícios da musicalização infantil

musicalização infantil
Imagem: Canva

Todos nós já lemos e ouvimos sobre o quanto a música contribui para a socialização, disciplina, raciocínio lógico, atenção concentrada, criatividade, imaginação etc., atuando sobre os dois hemisférios do cérebro humano. Estudos apontam que o aprendizado musical serve como estímulo também no período de escolarização, ajudando na apropriação da linguagem, concentração e no aprendizado da matemática. 

Ainda de acordo com estudos, para além de momentos prazerosos, o aprendizado de música contribui para o desenvolvimento dos aspectos cognitivos, emocionais e sociais, promovendo o bem-estar do indivíduo, além de auxiliar em vários aspectos no desenvolvimento da criança. 

1- Favorece o aprendizado

A educadora musical Elvira Drummond defende a importância da música para o desenvolvimento dos hemisférios direito e esquerdo do cérebro. Conforme a autora, essa prática ajuda a ativação dos neurônios, promovendo desenvolvimento motor e social ao processo de aquisição da linguagem. A educadora afirma que está cientificamente comprovado que a música amplia as redes neurais, o que ajuda o desenvolvimento cognitivo.

Neurocientistas do Instituto de Aprendizagem e Ciências do Cérebro da Universidade de Washington investigaram a influência da música no cérebro de bebês. O resultado foi a ativação cerebral, de forma que os córtices auditivos e pré-frontais se modificaram.

Tais regiões são ligadas ao processamento da fala e da música. Ao serem alteradas, indicam benefícios no desenvolvimento dos bebês, favorecendo o aprendizado. Portanto, a musicalização para bebês trabalha as suas habilidades socioafetivas desde muito pequenos.

De acordo com o Referencial Curricular Nacional Para a Educação Infantil, a música é entendida como linguagem musical com capacidade de comunicar sensações e sentimentos por meio do som e do silêncio e está presente em todas as culturas, sendo que na Grécia Antiga já era considerada fundamental na formação dos futuros cidadãos, ao lado da Matemática e da Filosofia.

2- Estabiliza o humor

Muitos bebês podem ficar irritados facilmente e sem uma razão clara. Tanto eles quanto os pais sofrem devido a esse estado de humor. O resultado é um bebê que chora muito, faz birra e esperneia mesmo que os cuidadores tentem tudo para contornar a situação.

Nesse momento, a música para bebês consegue contribuir — e muito —, pois ela libera endorfina no corpo, um dos hormônios da felicidade. Além disso, ocorre a diminuição do cortisol, o hormônio do estresse. Assim, fica fácil entender por que a irritabilidade do bebê diminui.

3- Traz tranquilidade

Às vezes, o bebê fica inquieto, demora para dormir e não deixa ninguém na casa relaxar. Nessas horas, aposte na música! As canções calmas, como as de ninar, trazem tranquilidade ao bebê. Você pode colocar a música para bebê para tocar ou cantar para seu filho — o segundo pode ser mais benéfico, pois, ao ouvir a sua voz, a do pai ou a de quem cuida do bebê, as chances de ele ficar tranquilo e adormecer são maiores.

4- Favorece o desenvolvimento motor

É possível desenvolver a coordenação motora da criança por meio da música. Ao ser incentivada a bater palmas no ritmo da canção, bater os pés, dançar ou mexer instrumentos, ela trabalha as habilidades motoras grossas e finas.

Assim, procure criar momentos de dança com seu filho e o incentive a mexer e remexer o corpo. Use a criatividade, como utilizar panelas no lugar de tambores e potes cheios de grãos em vez de chocalhos, ou seja, aproveite objetos da sua casa como instrumentos musicais.

5- Melhora a socialização

Ao ouvir música e dançar, seu bebê poderá se tornar uma pessoa mais sociável. Isso acontece porque ele aprende a interagir e compartilhar seus sentimentos com outras crianças, com adultos e com o mundo. A música é capaz de estimular os circuitos neuronais que se relacionam à empatia, cooperação e confiança. O resultado é a capacidade de o bebê se conectar com outras pessoas e, assim, reduzir comportamentos impulsivos.

6- Estimula a cooperação e constrói relacionamentos

Em geral, a música é um trabalho em equipe, na qual cada participante adiciona seu som ou sua voz à canção. Com isso em mente, imagine um desfile de crianças tocando instrumentos enquanto caminham pela escolinha. Essa é mais uma forma de estimular a cooperação e construir relacionamentos.

Veja também: Conteúdos sobre educação e lifestyle

Como inserir a musicalização infantil na vida do seu filho?

musicalização infantil
Imagem: Canva

Há muitas maneiras de inserir a musicalidade na vida dos pequenos. Muitas delas são instintivas. Mamães, papais, titias e outras pessoas costumam cantar para os bebês enquanto se balançam de forma engraçada. Eles podem nem saber, mas essa já é uma maneira de trazer a música para bebê. 

Além de a musicalização infantil ser muito divertida, quando você e seu bebê escutam, cantam e dançam juntos no ritmo de uma canção que gostam, seu filho exercita múltiplos aspectos do seu desenvolvimento físico e emocional. Por fim, outro fator importante é que, ao compartilhar uma música com o pequeno, você vivencia mais uma forma de dar e receber amor.

De mãe em mãe, construiremos um novo maternar!

Referências

Fernandez S. Music and Brain Development. Pediatr Ann. 2018;47(8):e306-e308. doi:10.3928/19382359-20180710-01

Linnavalli T, Putkinen V, Lipsanen J, Huotilainen M, Tervaniemi M. Music playschool enhances children’s linguistic skills. Sci Rep. 2018;8(1):8767. Published 2018 Jun 8. doi:10.1038/s41598-018-27126-5

Blasco-Magraner JS, Bernabe-Valero G, Marín-Liébana P, Moret-Tatay C. Effects of the Educational Use of Music on 3- to 12-Year-Old Children’s Emotional Development: A Systematic Review. Int J Environ Res Public Health. 2021;18(7):3668. Published 2021 Apr 1. doi:10.3390/ijerph18073668

Zhao TC, Kuhl PK. Musical intervention enhances infants’ neural processing of temporal structure in music and speech. Proc Natl Acad Sci U S A. 2016;113(19):5212-5217. doi:10.1073/pnas.1603984113

DRUMMOND,Elvira. Contato com a música deve começar na primeira infância. In.folha de Londrina,2010.

Brasil. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Referencial curricular nacional para a educação infantil. Brasília: MEC/SEF, 1998.

Deixe um comentário

Fechar Menu