You are currently viewing Como prevenir alergias na pele do bebê durante o inverno?<span class="wtr-time-wrap after-title">Tempo estimado de leitura: <span class="wtr-time-number">4</span> minutos</span>

Como prevenir alergias na pele do bebê durante o inverno?Tempo estimado de leitura: 4 minutos

A chegada do inverno e do tempo mais seco e frio podem trazer uma série de desconfortos para a saúde das crianças. Muitas pessoas automaticamente associam esses problemas à saúde respiratória. Porém, é importante que os pais se atentem aos cuidados dermatológicos exigidos nessa época do ano, prevenindo alergias na pele do bebê.

A pele dos bebês é mais sensível do que a de um adulto, mas desempenha papel muito importante na defesa imunológica. O tempo seco característico da época mais fria do ano pode causar ou agravar algumas doenças, como a dermatite atópica, um dos tipos mais comuns de dermatite.

O clima seco e a baixa umidade podem, naturalmente, ressecar a pele e as mucosas, além dos olhos, nariz e garganta. A pele pode ficar mais descamativa e coçar, piorando essa dermatite atópica. Até a temperatura e a duração do banho, podem piorar este quadro e ocasionar algum desconforto aos pequenos.

Para te ajudar a evitar que isso aconteça, trouxe três dicas fundamentais para manter a pele do bebê saudável durante o inverno:

Dicas para prevenir alergias na pele do bebê

Banhos

Banhos mais quentes com sabonetes inadequados podem remover a camada de proteção da pele. Por isso é importante tomar algumas medidas simples como banhos mornos e sabonetes mais leves e menos alcalinos a fim de evitar desgastar essa barreira natural. Nesse post aqui eu expliquei quais são as características ideais que um sabonete para bebês deve ter, e, inclusive, trouxe algumas opções de marcas que atendem à essas características.

A temperatura da água é um fator muito importante. As crianças, por apresentarem uma pele muito mais fina em relação ao adulto, podem ressecar mais facilmente, perdendo a barreira protetora com temperaturas maiores e o tempo de banho prolongado. O ideal é uma variação entre 36 e 37 graus Celsius.

Uma dica valiosa para evitar banhos com água quente demais é usar um aquecedor dentro do banheiro. Eu tenho um pequeno, portátil, que ligo no banheiro 10 minutinhos antes do banho para aquecer o ambiente. Assim, os meninos ficam mais confortáveis e não preciso esquentar tanto a água.

Só é importante, depois do banho, desligar o aquecedor e esperar a temperatura igualar com o ambiente antes de liberar os pequenos.

Hidratação

O uso de hidratantes com a chegada do inverno deve ser ponderado, evitando alergias na pele do bebê.

A pele das crianças absorve mais facilmente produtos químicos, por isso o uso de hidratantes não deve ser uma regra e deve ser indicado para cada tipo de pele, idade e se há doenças de pele associadas.

Um banho mais rápido, bem morno e com sabonetes menos alcalinos podem evitar o ressecamento. É importante seguir as orientações do dermatologista e do pediatra, uma vez que para determinadas doenças, os hidratantes são específicos para cada paciente.

Agasalhos

Os bebês e crianças pequenas, quando muito agasalhados, podem desenvolver o que se chama de miliária, as famosas “brotoejas”. São erupções da pele, em geral em áreas de maior sudorese, como dobras e pescoço podendo causar coceira ou desconforto.

As brotoejas são ocasionadas pela retenção do suor na pele, em ambientes mais abafados ou pelo excesso de roupas, comum no inverno. Agasalhar na medida certa, respeitando o ambiente em que a criança se encontra, ajuda a diminuir o seu aparecimento.

Você já me segue lá no Instagram @gibelarmino_? Essa dica do aquecedor já apareceu por lá algumas vezes, assim como várias outras bem bacanas para ajudar com as crianças nesse frio e a prevenir alergias na pele do bebê.

De mãe em mãe, construiremos um novo maternar!

Referências

Mack MC, Chu MR, Tierney NK, et al. Water-Holding and Transport Properties of Skin Stratum Corneum of Infants and Toddlers Are Different from Those of Adults: Studies in Three Geographical Regions and Four Ethnic Groups. Pediatr Dermatol. 2016;33(3):275-282. doi:10.1111/pde.12798

Nikolovski J, Stamatas GN, Kollias N, Wiegand BC. Barrier function and water-holding and transport properties of infant stratum corneum are different from adult and continue to develop through the first year of life. J Invest Dermatol. 2008;128(7):1728-1736. doi:10.1038/sj.jid.5701239

Blume-Peytavi U, Lavender T, Jenerowicz D, et al. Recommendations from a European Roundtable Meeting on Best Practice Healthy Infant Skin Care. Pediatr Dermatol. 2016;33(3):311-321. doi:10.1111/pde.12819

Blume-Peytavi U, Hauser M, Stamatas GN, Pathirana D, Garcia Bartels N. Skin care practices for newborns and infants: review of the clinical evidence for best practices. Pediatr Dermatol. 2012;29(1):1-14. doi:10.1111/j.1525-1470.2011.01594.x

Deixe um comentário

Fechar Menu